Notícias

Hospital Ronaldo Gazolla já é Exclusivo para Tratamento de Casos de Coronavírus

Desde a segunda-feira (23/03), o Hospital Municipal Ronaldo Gazolla está totalmente dedicado ao tratamento dos casos de Covid-19. Todos os pacientes que estavam internados no local por outros motivos já foram transferidos para outras unidades da rede. No momento, o hospital de Acari tem 128 leitos disponíveis, sendo 28 de unidade de terapia intensiva (UTI) e os demais de enfermaria. Este número será ampliado progressivamente, conforme necessidade, até a capacidade de 381 leitos. 

No plano de contingência do município ao Covid-19, o Hospital Ronaldo Gazolla é a principal referência da rede municipal no tratamento de pacientes com quadro grave da doença e que precisam de internação. Originalmente, a unidade oferece os serviços de maternidade, UTI neonatal, UTI/UI adulto, clínica médica, clínica cirúrgica, saúde mental e ambulatório. A transferência dos pacientes desses serviços foi iniciada há cerca de duas semanas e concluída no último dia 22. 

Hospital passou por obras para ampliação de leitos de terapia intensiva

Com a dedicação exclusiva ao tratamento do coronavírus, enquanto durar a epidemia, o hospital distribuirá seus leitos da seguinte maneira: 182 de CTI adulto, 19 de CTI pediátrico e 180 para clínica médica adulto. Nem todos os casos graves de Covid-19 têm indicação para uso de respiradores. Nesta terça-feira (24/03), dos 16 pacientes internados na unidade, sete estão em uso de respirador, e os demais não necessitam do equipamento. Para os que precisam, o hospital tem atualmente disponível 77 aparelhos, com programação de receber mais da Secretaria Municipal de Saúde. 

Além da transferência dos pacientes para liberação dos leitos, o Ronaldo Gazolla também passou por obras de reestruturação em alguns setores, para ampliação da oferta, principalmente dos leitos de terapia intensiva. As equipes passam por treinamentos constantes, com foco nas mudanças assistenciais e de fluxo e nos protocolos de uso dos equipamentos de proteção individual (EPI), para a segurança dos profissionais. 


Compartilhe:

Deixe seu comentário: